quarta-feira, 7 de outubro de 2009

AO SOPRO DA CHACARERA

Ao Sopro da Chacarera
Shana Muller
Sopra um vento da Argentina cruzando o rio Uruguai
Atravessa a pampa inteira, deixa marcas onde vai
Vem trazendo na garupa una hermosa chacarera
Canção de luta e lamento que vem abrindo porteiras

Vem do norte, vem chegando parceira da voz do vento
Um canto de terra e gente, de sonho e de sentimento
Guitarra e bombo leguero, mescla de sangue e raiz
Um grito de liberdade ecoando ao sul do país
Um grito de liberdade ecoando ao sul do país

Sopra, sopra chacarera voando na imensidão
Os ventos do teu compasso nos conduzem pela mão
Sopra, sopra chacarera a uma índia em devoção
Sopro que cruza a fronteira, bate bate coração

Chacarera de los vientos, canto de alma guerreira
Vem buscando novos rumos, novas cores de bandeira
Así se vá con sus sueños, enchendo de luz a pampa
A força bugra da raça em cada voz que te canta

Vem do norte, vem chegando parceira da voz do vento
Um canto de terra e gente, de sonho e de sentimento
Guitarra e bombo leguero, mescla de sangue e raiz
Um grito de liberdade ecoando ao sul do país
Um grito de liberdade ecoando ao sul do país

Sopra, sopra chacarera voando na imensidão
Os ventos do teu compasso nos conduzem pela mão
Sopra, sopra chacarera a uma índia em devoção
Sopro que cruza a fronteira, bate bate coração


Nenhum comentário:

Postar um comentário